sexta-feira, 2 de Dezembro de 2011 13:38h Atualizado em 3 de Dezembro de 2011 às 08:48h. Sarah Rodrigues

Caminhões são flagrados transportando materiais sem lonas

CTB prevê multa para condutores; motoristas relatam prejuízos com objetos que caem desses veículos

Transitar pela rodovia não é fácil, além do grande fluxo de veículos, é comum os motoristas se depararem com caminhões trafegando muito lentamente, devido ao excesso de peso. O fator que mais tem chamado a atenção dos motoristas é a presença de veículos pesados transportando materiais sem lona de proteção.


Pelas rodovias que dão acesso a Divinópolis e até pelas ruas da cidade é possível ver os caminhões transportando madeiras, areia, brita, pedra, e outros materiais sem a lona de proteção e em alguns casos, os materiais saem derramando pela via.
Um motorista que preferiu não ter seu nome divulgado conta que já teve prejuízos quanto a isso. Segundo ele, um caminhão que carregava materiais de construção estava deixando os materiais caírem na região próxima ao bairro Icaraí. “Depois de passar por um buraco, as britas do caminhão começaram a cair e racharam meu parabrisas”, conta o condutor.
O artigo 231 do Código de Trânsito Brasileiro no inciso II trata sobre a questão. “Transitar com o veículo: derramando, lançando ou arrastando sobre a via”, há a possibilidade de infração gravíssima com multa e até a retenção do veículo para regularização.


Sobre a questão o secretário municipal de Trânsito e Transportes Júlio Valério explica que os veículos que transportam cargas precisam ter lonas, para não deixarem os materiais caírem. “Todos os veículos que estejam carregando algum material precisam ser lonados, para que, se passarem em um buraco, ou o vento, não jogue o material na via pública, em cima de outro veículo ou em um pedestre e o Código de Trânsito prevê multa quanto a isso”, avalia.


O secretário ressaltou que não recebeu reclamações dos motoristas, mas que se há reclamações o setor de fiscalização da Settrans irá apurar. “Vou verificar esta questão, porque a gente cobra isso, essa situação é passível de multa, vou passar isso para o setor de fiscalização para que eles possam ficar atentos”. Júlio enfatiza que o município focará as questões ligadas aos veículos pesados. “Não é do meu conhecimento que tenha ocorrido isso, o que não pode acontecer, porque algum objeto, ou alguma coisa pode cair”, frisa.

 

 

REGULAMENTAÇÃO


Devido ao intenso fluxo de veículos pesados nas ruas da cidade, muitas vezes na área central nos horários de pico, a Settrans pretende para o próximo ano regulamentar o horário dos automotores na cidade. “Para o próximo ano nós pretendemos regulamentar o trânsito de veículos pesados na região central, é um dos pontos que estamos trabalhando, como a regulamentação de horários específicos e ruas para que o trânsito de caminhões pesados passe na região central” observa o secretário.

 

FISCALIZAÇÃO


De acordo com a 7ª Companhia Independente de Meio Ambiente e Trânsito todos os veículos pesados passam por fiscalização, independente de terem lona ou não e as cargas são conferidas normalmente. A companhia informou que não é frequente veículos carregarem cargas sem lona e que nos últimos meses nenhuma ocorrência nesse sentido foi registrada.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.