quarta-feira, 21 de Dezembro de 2011 09:14h Flávia Brandão

MG/050 e RISP

A definição para o local, que irá sediar da Região Integrada de Segurança Pública (RISP) e as melhorias da MG-050 nas proximidades do trevo do Bairro Icaraí, que dá acesso ao Centro Industrial, foram temas tratados ontem em Belo Horizonte

Temas importantes para a população divinopolitana foram tratados, na tarde de ontem (20), na Cidade Administrativa, como pauta de reivindicação ao Governo de Minas, pelo prefeito Vladimir Azevedo (PSDB) e deputados, Domingos Sávio (PSDB) e Fabiano Tolentino (PSD). Entre os pleitos estava: a definição para o local, que irá sediar da Região Integrada de Segurança Pública (RISP) e as melhorias emergênciais da MG-050 nas proximidades do trevo do Bairro Icaraí, que dá acesso ao Centro Industrial.


A questão do terreno da RISP foi discutida com a secretária de Estado de Planejamento e Gestão, Renata Vilhena e de acordo com o deputado Domingos Sávio duas possibilidades foram colocadas para resolver o problema.  A primeira é ter como prioridade no orçamento do Estado o montante necessário para construção da obra no terreno localizado na Rua Minas Gerais, que segundo o deputado não foi a leilão. Já a segunda é estudar a viabilidade da permuta desse terreno por outro já com edificações no caso o Armazém Mineiro, localizado na Rua Pernambuco. “O Governo do Estado já tem dificuldade orçamentária para o custeio dos salários na área de segurança e manutenção de equipamentos, então a reforma do Armazém apresentaria um custo menor do que construir toda uma obra no terreno da Minas Gerais”, justificou Domingos.
O deputado afirmou que a secretária pontuou que o assunto tem que ser discutido especialmente com o secretário de Estado de Defesa Social, Layfaette Andrada, visto que os recursos para obras estão vinculados a secretaria dele. “Iremos ter uma reunião nos próximos dias para tratar desse assunto novamente com o secretário, mas ele nos garantiu a RISP como prioridade e queremos novamente reafirmar esse compromisso como prioridade número um no orçamento de 2012”, disse. 


MG - 050


O deputado Fabiano Tolentino disse que além de se reunir com o secretário de Estado de Transportes e Obras Públicas, Carlos Melles, as lideranças de Divinópolis tiveram também encontro com o diretor-presidente da Concessionária Nascentes das Gerais, Emerson Bittar. Na ocasião, foram tratadas a questão de desvio da estrada, que está prevista no cronograma de obras das Nascentes e a construção da alça Icaraí, que é de responsabilidade do Departamento de Estradas de Rodagem de Minas Gerais (DER) e está orçada no valor de R$ 1 milhão e meio.
O deputado Domingos Sávio disse que foi mostrada ao secretário a indignação da população do entorno, empresários e a própria base do Governo de Minas com a demora para melhorias no trevo do Icaraí em recente manifestação na rodovia. “Deixamos claro que somos aliados, mas não concordamos com a demora das obras de melhorias e queremos a solução para esses problemas”, declarou.


Semáforo


Relativo ao desvio da estrada foi pontuado pela Concessionária o alto valor das indenizações, que atrasam o cronograma de obras, sendo que não foi colocada uma previsão exata para início das obras. No entanto, como medida emergencial no sentido de melhorar o fluxo de veículos, no trecho do Icaraí, que dá acesso ao Centro Industrial, foi sugerida pelas lideranças a colocação de um semáforo no local até a duplicação da rodovia. “Os técnicos das Nascentes junto a Secretaria de Estado de Transportes e Obras Públicas, SETOP, irão estudar essa instalação do semáforo e nos retornaram ainda essa semana”, disse Tolentino.
O deputado Domingos acredita que a instalação desse equipamento servirá como uma pressão a mais para apressar a duplicação. “Irá resolver o problema do Icaraí já que é difícil dos motoristas saírem do bairro no horário de pico, mas os usuários da rodovia, que estão indo para BH não irão ficar satisfeitos e será uma pressão a mais para a duplicação”, declarou.
O prefeito Vladimir disse que o equipamento é classificado como um “semáforo inteligente”, visto que o mesmo terá um sensor que fará o controle do tempo (timer) de acordo com o fluxo de carros, ou seja, ele será ligado quando o volume de carros no local for maior.  “Ele irá melhorar o fluxo principalmente nos horários de pico do local”, disse Vladimir.


Revisão


Domingos ressaltou que foi colocada até o primeiro semestre de 2012 a conclusão de  vistoria de toda a rodovia MG050 fazendo o levantamento das obras mais urgentes, bem como a revisão do contrato com repactuação com a Nascentes das Gerais para promover a duplicação completa de Divinópolis até Juatuba. “A duplicação completa é mais demorada, mas queremos um cronograma bem definido com quanto será gasto na obra, de onde serão as fontes de recursos”, declarou.  Dentre as fontes de financiamento o deputado citou que o estado poderá ter uma participação maior ou mesmo buscado linhas de financiamento por meio do BNDES. Foi colocado também pelo parlamentar após esse levantamento uma audiência pública, em Belo Horizonte, para debater todos os problemas da rodovia com o Governo de Minas e os dirigentes da Concessionária também em 2012.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.