quarta-feira, 23 de Novembro de 2011 09:39h Paulo Reis

Operação Força Tarefa

Operação das polícias Civil e Militar, na manhã de ontem em Divinópolis, apreendeu drogas e vários objetos furtados. Dois menores foram apreendidos e um homem preso durante a segunda Operação Força Tarefa.Dez mandados de busca e apreensão foram cumpridos

As Polícias Civil e Militar realizaram no começo da manhã de ontem (22), e pela segunda vez, neste mês, a Operação Força Tarefa.
O objetivo mais uma vez foi o de prevenir e reprimir a ocorrência dos crimes de furtos e roubos no município, atuando de forma preventiva especialmente nas duas variáveis de maior impacto social, tráfico de drogas e o porte de armas de fogo.


Para esta operação estiveram envolvidos 70 homens, 23 viaturas e a equipe do canil do 23º Batalhão. As batidas foram realizadas nos bairros Orion, Manoel Valinhas e Interlagos.
A primeira operação foi realizada com o intuito de solucionar os crimes de homicídio e tráfico de drogas, já desta vez ela teve a responsabilidade de combater as questões que envolvem furtos, roubos e o tráfico.


Nesta operação foram cumpridos 10 mandados de busca que apreenderam dois menores e prendeu um homem. Os objetos encontrados foram: uma réplica de arma de fogo modelo PT, um revólver calibre 38 com brasão da república do Brasil (arma esta utilizada somente pelas forças armadas), nove munições calibre 38, um par de algemas, pequenas porções de maconha, crack e cocaína, uma balança de precisão e 03 pássaros Trinca-ferro sem anilha.


Outros materiais de procedência duvidosa também foram recolhidos: uma TV de Plasma, uma potência de som automotivo, uma potência de telefonia, uma caixa de som para utilização em veículos, dois alto falantes, cinco celulares e um notebook.


Estiveram à frente da operação o comandante do 23º Batalhão da Polícia Militar tenente coronel Júlio Teodoro e a delegada regional Aparecida Quadros.
Segundo o tenente coronel Júlio esta ação visa também um melhor levantamento de informações para futuras operações, principalmente as que colaborem na prevenção dos homicídios, pois esta sequência de mortes que se repetem no município incomodam não só a população como a Polícia Militar.


A delegada regional Aparecida Quadros, reforçou a importância destas parcerias tanto para esfera militar, civil quanto à população e que esse tipo de operação será extensiva a outras cidades da região. 

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.