sábado, 3 de Dezembro de 2011 09:53h

Prefeitos da região Centro-Oeste apresentam demandas à Secretaria de Estado de Saúde

A Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) iniciará estudos que visam viabilizar o cadastramento de 30 leitos de UTI para a macrorregião sanitária Oeste, polarizada em Divinópolis. A decisão foi tomada após reunião do secretário de Estado de Saúde, Antônio Jorge de Souza Marques, nesta sexta-feira (2), com mais de 20 prefeitos daquela região, além de secretários municipais de saúde e outros gestores locais, com apoio da Associação Mineira de Municípios (AMM). Ficou decidido, ainda, que serão avaliados, por meio da Subsecretaria de Regulação Assistencial, os indicadores contratualizados junto aos prestadores da região. O objetivo é aprimorar o serviço, garantindo mais eficiência. O secretário também se comprometeu a melhorar o acesso à Urgência e Emergência.

 

“Estes encontros são muito importantes para que possamos produzir uma decisão consensual, para que tenhamos uma voz uníssona no que se refere a essas demandas. Proponho, inclusive, uma nova reunião na primeira quinzena de janeiro para que possamos avaliar o que já foi feito e prosseguir no trabalho para buscarmos solucionar os problemas”, declarou Antônio Jorge, adicionando que o Estado já investiu R$ 29 milhões na região dentro do Pro-Hosp, outros R$ 6,4 milhões no Pro-Hosp Urgência e Emergência, além dos R$ 15 milhões para construção do Hospital Público para atendimento de traumas.

 

O presidente da AMM e prefeito de São Gonçalo do Pará, Ângelo Roncalli, reiterou que a reunião é fruto do comprometimento do Governo de Minas junto aos municípios e que esta é a forma de construir políticas públicas de saúde efetivas. “Vamos buscar as soluções de forma conjunta. Nossa situação é preocupante em alguns aspectos e por isso produzimos um documento, a Carta de Divinópolis, que detalha nossas reivindicações. Temos convicção que junto ao governo, por meio da SES, conseguiremos dar a resposta que o Centro-Oeste precisa”.

 

O deputado federal Domingos Sávio, também fez uma avaliação positiva. “Com o empenho do Governo de Minas e da Saúde Estadual acredito que poderemos reverter algumas dificuldades que, atualmente, se apresentam na região. Sem dúvida, o credenciamento de novos leitos de UTI já se configura como grande passo nesse sentido”.

 

O presidente da Regional Divinópolis do Colegiado de Secretários Municipais de Saúde de Minas Gerais (Cosems) e secretário municipal de saúde de Luz, José Márcio Zanardi, reiterou que o processo de melhoria da saúde na região é de longo prazo, mas que há situações que não podem esperar.

 

Já o prefeito de Divinópolis, Vladimir Azevedo, frisou a necessidade da união dos pequenos com os grandes municípios. “Vamos todos juntos elaborar a solução. Os municípios, sem a regulamentação da Emenda 29, estão muito sobrecarregados. Temos que buscar as soluções junto com o Estado. Esta reunião ainda renderá muitos frutos”, finalizou.

 

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.