quinta-feira, 15 de Dezembro de 2011 13:24h André Bernardes

Governo de Minas anuncia novas medidas contra a dengue

O verão está chegando e é a época onde os profissionais de saúde ficam atentos com a infestação do vírus da dengue. Devido ao aumento das chuvas, cria-se vários pontos onde o mosquito  Aedes Aegypti pode se reproduzir. Para isso o Governo de Minas anunciou uma série de medidas que serão tomadas em 2012.


Para o próximo ano, o governo pretende usar a tecnologia no combate ao mosquito da dengue. A previsão para o primeiro semestre é de muita chuva e o vírus tipo 4 está circulando no país e os cidadãos ainda tem pouca imunidade contra este vírus. A partir de janeiro será disponibilizado nos smartphones e Iphone, um aplicativo para que as pessoas possam fazer fotografar um foco da dengue e enviar para o número 155. Além disso, um software foi desenvolvido para ser adicionado nas redes sociais que irá monitorar cada vez que as pessoas utilizarem a palavra “Dengue”, “doença” e “internação”. Outras novidades como um transporte aéreo para pacientes em estado crítico, contratação de 50 médicos para o monitoramento do vírus farão parte das novidades.


Em Divinópolis, as medidas que serão tomadas em 2012 serão anunciadas provavelmente na próxima semana. Mas segundo Wanderson Teixeira de Freitas, coordenador da vigilância em saúde ambiental,  o município teve uma queda em número de casos em relação a 2010. No ano passado foram 5032 notificações de casos suspeitos. Destes 4293 foram confirmados. Em 2011 foram 284 notificações de casos suspeitos e 31 confirmados. “Hoje estamos em uma situação de controle, mas não podemos parar. Nós passamos em 2010 por uma epidemia de grande magnitude. Em 2011 nós conseguimos diminuir estes casos. Existem vários fatores que podem ter influenciado isso. Tem a questão da quantidade de chuva, do vírus circulante. Os agentes de saúde visitam todas as residências, ferro velhos, caminhadas, palestras. É um trabalho continuado que fazemos durante todo ano para manter os índices sob controle” explicou.


Wanderson conta que durante o ano são desenvolvidas diversas ações como mutirões e palestras.  Comparando com 2010, o mutirão contra dengue recolheu 32,344 toneladas de lixo. Este ano foram 43,740. A maior quantidade é encontrada na região nordeste, que é a região do bairro Niterói. “Temos o Levantamento Índice Rápido do Aedes Aegypti. LIRA. Os agentes de saúde visitam casas, lojas e lotes da cidade e tentam localizar possíveis focos que são levados para laboratório. Fazemos quatro etapas no ano. Algumas regiões apresentam números que nos preocupam, como a região Nordeste, que é a região do bairro Niterói. O último LIRA apresentou um número interessante com índice de 0,5%. Isso coloca Divinópolis com baixo índice de epidemia. Mas mesmo assim não podemos diminuir as atividades” frisou. Além dos mutirões, o prefeito assinou alguns decretos voltados para o assunto da dengue como o “Agente de saúde mirim” onde as crianças em idade escolar são conscientizadas a participar deste trabalho preventivo. “O garoto Gabriel Miranda foi escolhido como símbolo da força tarefa pois recolheu sozinho quase 300k de lixo e recebeu uma homenagem do secretário estadual de Saúde. Este programa fomenta multiplicadores. Tem o disque denúncia contra dengue onde as pessoas podem ligar e fazer uma denúncia de forma anônima” contou. 

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.