quinta-feira, 1 de Dezembro de 2011 15:46h Dácio Fernandes

Garantia de Arena cheia no domingo

Um super clássico, em todos os jogos entre Atlético e Cruzeiro, ingredientes de emoção e rivalidade nunca faltaram. O desse domingo irá entrar para essa história que tem mais de 80 anos. Ou o Cruzeiro sairá aliviado ou a torcida atleticana ficará eufórica por afundar o maior rival

O Cruzeiro contará com apoio do estádio lotado no clássico contra o Atlético, no domingo, às 17h, na Arena do Jacaré. Todos os ingressos colocados à venda foram esgotados em cerca de cinco horas.

 

Desde a madrugada dessa terça-feira, a torcida cruzeirense formava longas filas nos postos de venda. A carga total de bilhetes é de 18.500. Desses, 1.500 foram disponibilizados para o programa Sócio do Futebol.

Cada torcedor poderia adquirir no máximo três ingressos.
O Cruzeiro precisa vencer o arquirrival para assegurar sua permanência na elite do futebol nacional. Caso não consiga superar o Atlético, o time celeste terá de torcer por tropeços de Ceará e Atlético-PR, que enfrentam, respectivamente, Bahia e Coritiba.
A semana de preparação para um dos jogos mais importantes da história do Cruzeiro começou com certezas apenas com relação aos desfalques, sem poder com três jogadores essenciais para a equipe (Fábio, Marquinhos Paraná e Montillo), Vágner Mancini ainda não se decidiu qual time ou esquema montar para o clássico.


Com uma semana de preparação em Atibaia, o técnico não adiantou quem irá escalar, apesar de afirmar que este não é o momento de “inventar” nada.

O Atlético é só tranquilidade

 

 

O Galo tem vários atletas da base em seu elenco, jogadores, alguns de Belo Horizonte que sempre viveram essa rivalidade entre Atlético e Cruzeiro. Então são jogadores e torcedores, sabem o prazer que darão à torcida se derrotarem o maior rival. Fillipe Soutto é um deles, e admite prazer em vencer o Cruzeiro: 'A consequência já não é comigo'

Atualmente, o Galo está na 13ª colocação, zona de classificação à Sul-Americana. O time só perde a vaga se for derrotado pelo Cruzeiro e Atlético-GO e Bahia pontuarem. O time goiano precisa de um empate contra o América e o tricolor baiano precisa vencer o Ceará.
Além de terminar bem o ano, vencendo Cruzeiro no domingo, o treinador Cuca já estuda a montagem do time para a próxima temporada: “Estamos trabalhando na montagem e na manutenção de grande parte do elenco. Espero um ou dois presentes que o presidente vai dar para o torcedor, que é natural. No ano que vem vamos montar um time mais competitivo, desde o começo, para buscarmos títulos

 

Árbitro estreante no superclássico

 

O duelo entre Cruzeiro e Atlético, às 17h deste domingo, em Sete Lagoas, terá arbitragem do carioca Marcelo de Lima Henrique. O árbitro atuará pela primeira vez no superclássico mineiro e a partida tem tudo para ser complicada, já que o time celeste está ameaçado de rebaixamento para a Segunda Divisão do Campeonato Brasileiro.

Marcelo será auxiliado por Carlos Berkenbrock (Fifa-SC) e Júlio César Rodrigues Santos (CBF-RS). O árbitro ingressou no quadro da Fifa em 2008.

Veja os jogos de Atlético e Cruzeiro que Marcelo apitou neste Brasileiro:

Atlético
Avaí 1 x 3 Atlético- - Ressacada-SC
Ceará 3 x 0 Atlético - Presidente Vargas-CE
Atlético 2 x 3 Corinthians - Ipatingão-MG
Atlético 2 x 1 Palmeiras - Arena do Jacaré-MG
Cruzeiro
Cruzeiro 1 x 1 Santos - Arena do Jacaré-MG
São Paulo 2 x 1 Cruzeiro - Morumbi-SP
Cruzeiro 0 x 0 América - Arena do Jacaré-MG


 

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.