sexta-feira, 25 de Novembro de 2011 10:43h

Ex-jogador do Bugre jogou no Porto campeão mundial em 2004

Atacante, que foi do elenco campeão mundial em 2004, disputou Série C pelo Guarany de Sobral (CE) e Copa Rio pelo Macaé

Aos 32 anos, Maciel tem muita história para contar, o jogador poderia contar algumas de suas experiências de vida como atleta de futebol. Pode contar, por exemplo, um dos momentos mais importantes do atual futebol português.


Na década passada, o Porto chegou a ter um dos times mais fortes do mundo, alguns brasileiros brilhavam com a camisa azul e branca do clube português. Os destaques eram os meias Deco e Carlos Alberto, além do atacante Derlei. Os três eram ídolos no clube. Deco e Carlos Alberto marcaram gols, inclusive, no jogo decisivo da Liga dos Campeões, no qual o time português venceu o Monaco por 3 a 1.


Maciel também estava lá. Fazia parte do elenco que disputou a Liga dos Campeões da Europa. Estava no grupo vencedor, montado pelo técnico José Mourinho.


Antes de vestir a camisa do Guarany de Sobral, Maciel passou por outros 13 times. Pode-se dizer que é um verdadeiro andarilho do futebol. Nascido em Caxias, cidade localizada na divisa do Maranhão com o estado do Piauí, ele foi criado em Brasília. A carreira futebolística começou tarde, apenas aos 18 anos, no Cruzeiro. Sem espaço na Raposa, passou por clubes como o Guarani de Divinópolis-MG, Ituano-SP, União São João-SP, Bangu e Volta Redonda.


A primeira grande oportunidade de Maciel surgiu mesmo quando o atleta foi jogar em Portugal. Em 2001, foi negociado com o União Leiria, time intermediário do futebol português. Foi neste clube que aconteceram duas coisas que mudariam sua carreira. A primeira delas foi a ótima campanha de seu clube, principalmente, na temporada 2002/2003. Foi o momento em que Maciel começou a se destacar pela técnica e agilidade. A segunda delas foi ter conhecido o treinador José Mourinho, com quem viveria bons momentos no União Leiria e, em seguida, no clube que o faria conquistar o maior título de sua vida: o Porto.


Em janeiro de 2002, foi convidado para dirigir o Porto. Foi o início de uma meteórica ascensão. Mourinho levou com ele o atacante Derlei logo de cara. Maciel foi na temporada seguinte e participou de um momento histórico vestindo a camisa dos Dragões.


“Foi muito importante para a minha carreira, não só chegar a trabalhar na Europa, mas por ter tido a oportunidade de conviver com o Mourinho.”
Segundo Maciel, Mourinho é um verdadeiro paizão. A cara de mau do técnico não transmite o que verdadeiramente ele é.
“Ele é diferente porque sabe conversar com os atletas, trata todos de forma igual. Conversa, brinca, motiva. Isso sabe fazer como ninguém.”
Depois de grandes conquistas no Porto, Maciel teve uma passagem relâmpago pelo Atlético-PR, campeão da Libertadores de 2005. O atacante ainda voltou para Portugal, onde defendeu o Braga e, novamente, o União Leiria.


Para terminar seu período na Europa, Maciel chegou a jogar também pelo Skoda Xanthi-GRE.
De saída da Grécia, o jogador começou a encarar uma nova realidade e passou a atuar por clubes do interior do país. No Rio de Janeiro, foram Cabofriense, Madureira e, por último, o Macaé, sem contar a passagem pelo interior cearense. Aos 32 anos, ainda não pensa em se aposentar. Por onde passa, costuma ser um dos mais experientes dos elencos, mas leva tudo com bom humor e não se importa com o peso que a idade vai trazendo.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.