quinta-feira, 24 de Novembro de 2011 10:43h Dácio Fernandes

Belo Horizonte intensifica preparativos para Copa 2014.

A 600 dias da Copa das Confederações, Minas segue dentro do cronograma

Belo Horizonte se prepara para receber duas competições mundiais de futebol com o cronograma das obras em ritmo acelerado. Nesta terça-feira (22), o calendário marca 600 dias para a Copa das Confederações, que será realizada entre 15 e 30 de junho de 2013, em seis cidades brasileiras, incluindo a capital mineira.


“Nosso Estado será referência de como se organiza grandes eventos esportivos, como a Copa das Confederações e a Copa do Mundo da Fifa Brasil 2014. Teremos um estádio moderno, estrutura de mobilidade urbana e viária expandida, hotéis na capital e no interior para atender toda a demanda interna e externa, centros de treinamento equipados, pessoas capacitadas para atender o visitante, enfim, os dois campeonatos vão deixar um legado de extrema importância para a sociedade”, disse o secretário de Estado Extraordinário da Copa, Sergio Barroso.


A Copa das Confederações foi disputada pela primeira vez na Arábia Saudita, em 1992. Oito equipes disputam o campeonato: os campeões continentais, o país-sede e o campeão da última Copa do Mundo disputam o título. O país-sede, no caso, é o mesmo que sediará a Copa do Mundo subsequente. A Seleção Brasileira é a maior vencedora do torneio, tendo conquistado o título por três vezes (1997, 2005 e 2009).


A perspectiva de termos no Brasil as melhores seleções dos cinco continentes entusiasma Minas Gerais. "A Copa das Confederações dará uma grande visibilidade internacional para Belo Horizonte por ser a segunda competição de futebol mais vista em todo o mundo. Além disso, será o grande ensaio, tanto em relação às operações em um torneio de grande porte, quanto às condições de infraestrutura da cidade", destaca a coordenadora do Comitê Executivo Municipal das Copas, Flávia Rohlfs. Várias ações estão em andamento para concretizar o legado.

 

 

Estádio

 

O novo Mineirão estará pronto em 21 de dezembro de 2012. Mil e quinhentos operários mantêm a obra 100% em dia: 100% da demolição interna e externa foram concluídas; 55% da fundação na área interna e 70% na externa já foram realizadas; na área que circunda o estádio, que abrigará a futura esplanada para prática de lazer, 40% das peças pré-moldadas encontram-se prontas para construção, sendo que 5% delas já foram instaladas. Com as obras de modernização, a arena passará a ter espaço para 64 mil assentos com 100% de visibilidade. O estádio vai abrigar três partidas da Copa das Confederações, em 2013, e seis da Copa do Mundo, em 2014.

 

 

Capacitação

 

Além de ações da iniciativa privada, o Governo já está capacitando mão de obra visando à Copa por meio de parcerias.
Duzentos e quarenta jovens, entre 14 e 24 anos, de escolas públicas de Belo Horizonte e Região Metropolitana terão oportunidade de estudar inglês e espanhol gratuitamente, graças a um projeto do Governo de Minas juntamente com o Sebrae.


A Secopa e a Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Sectes) se uniram para treinar empreendedores em 360 municípios de Minas. Donos e gerentes de pousadas, restaurantes, bares, agências de viagem e receptivos terão a oportunidade de profissionalizar a gestão de seus negócios.


O Estado, juntamente com Fecomercio/ Senac/ Sesc, está na fase final de formatação de cursos voltados para a recepção profissionalizada do turista. Um desses cursos, por exemplo, pretende associar a formação de guias de turismo e agentes de informação turística ao ensino de língua estrangeira, e ainda devem ser oferecidos cursos para garçons, auxiliar de cozinha, recepcionista etc.
Com o Sest/Senat, o Estado vai capacitar dois mil taxistas. Além de aprender a se comunicar em espanhol e inglês, eles serão treinados para dar informações turísticas aos visitantes.


A rede hoteleira de Belo Horizonte estima capacitar cerca de 1.700 profissionais entre recepcionistas, camareiros, mensageiros, porteiros e gerentes.

 

 

Hotéis

 

Trinta e quatro hotéis estão em construção em Belo Horizonte e outros 17 estão em fase final de licenciamento. Com isso, Belo Horizonte ganhará, até 2014, 20,7 mil leitos. Desses, 40% são de categoria 4 ou 5 estrelas (13 empreendimentos). Atualmente, dentro de um raio de 100 km, Belo Horizonte conta com 314 hotéis e 30,1 mil leitos.

 

 

Mobilidade

 

BRT. Das oito obras de mobilidade, cinco já estão em andamento. Os três corredores exclusivos para o BRT (Bus Rapid Transit) vão transportar uma média de 750 mil passageiros por dia. Serão criadas 51 estações de embarque e desembarque com modelo pré-pago de passagem.
Confins. As obras do Aeroporto Internacional Tancredo Neves já começaram. Com a reforma, a capacidade do aeroporto será ampliada de 10,2 (2011) para 16,5 milhões de passageiros/ano, sendo 11,6 do TPS 1 e 4,9 do Terminal Remoto. No Terminal 1, serão feitas melhorias no  setor de embarque e desembarque, ampliação da pista de pouso e do sistema de pátios, bem como a construção de um terminal provisório, chamado Terminal Remoto.

 

 

Táxi. Belo Horizonte vai ganhar mais 500 táxis. Atualmente, a frota conta com 5.900
 

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.