sexta-feira, 16 de Dezembro de 2011 13:52h

Barcelona confirma favoritismo e é o adversário do Santos na decisão domingo

A torcida japonesa lotou o Estádio Internacional de Yokohama, para ver o Barcelona. Educada, a torcida local só aumentava o tom nas jogadas de ataque e depois respeitava o espetáculo. O volume chegou ao auge nos gols dos brasileiros Adriano, duas vezes, Maxwell – todos com grande ajuda do goleiro trapalhão Saqr - e do malinês Keita que garantiram a tranquila vitória de 4 a 0 sobre o Al Sadd e a classificação do time de Pep Guardiola para pegar o Santos na final do Mundial de Clubes da Fifa, domingo, às 8h30m (de Brasília).


Mas os espanhóis pagaram um preço caro pela vitória, aos 35 do primeiro tempo, David Villa sofreu uma fratura na tíbia da perna esquerda e teve que deixar o gramado de maca, direto para um hospital de Yokohama para exames mais detalhados. Desse modo, o camisa 7 está fora do confronto contra o Peixe. Para piorar, o chileno Alexis Sánchez, que substituiu Villa, saiu no segundo tempo devido a uma lesão muscular. Puyol e Mascherano também levaram pancadas e deixaram o campo sentindo dores ao fim do confronto.


Dez jogadores do Santos, dentre eles a estrela Neymar, foram até o estádio de Yokohama para assistir ao jogo entre Barcelona e Al-Sadd, pelas semifinais do Mundial de Clubes da Fifa. Eles deixaram o hotel do Peixe cerca de meia hora antes do início do jogo do Barça e foram direto para o estádio.


Além de Neymar, foram ver a partida os jogadores Elano, Ganso, Edu Dracena, Rafael, Arouca, Henrique, Vinicius Simon, Anderson Carvalho e Felipe Anderson. O técnico Muricy Ramalho e o auxiliar técnico Tata também foram ao estádio.

Leia Também

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.