quinta-feira, 2 de Agosto de 2018 13:50h Jordana Amaral

Belo Horizonte sedia reunião com presidentes dos Creas

O evento tem como objetivo buscar a unidade de ação no que se refere ao funcionamento do Sistema Confea/Crea

 

Até o dia 3 de agosto de 2018, o Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Minas Gerais (Crea-Minas) sedia a 4ª Reunião Ordinária do Colégio de Presidentes (CP) do Sistema Confea/Crea. O evento tem como objetivo buscar a unidade de ação no que se refere ao funcionamento do Sistema Confea/Crea, por meio da uniformização de procedimentos e do posicionamento diante de temas relacionados às profissões da área tecnológica. De acordo com o presidente do Crea-Minas, engenheiro civil Lucio Borges, o evento é importante para alinhar o trabalho dos Conselhos. “A reunião do Colégio de Presidentes é o momento de apresentar propostas e alinhar o trabalho de todos os Creas do país” comenta Lucio.

Ainda na abertura, o coordenador-adjunto do CP e presidente do Crea-SE, engenheiro agrônomo Arício Resende Silva, reforçou que os assuntos tratados "são importantes dentro do sistema Confea/Crea e ressaltaremos algumas questões que vem ocorrendo em nível nacional". No mesmo sentido, o presidente da Mútua, engenheiro civil Paulo Roberto de Queiroz Guimarães pediu a atenção de todos para as questões relativas à Caixa de Assistência.

 

Programação

1º dia

Na primeiro dia de reunião, o Crea-Minas apresentou algumas de suas principais ações. Foram apresentadas palestras sobre o Colégio Estadual de Empresas (CEM-MG), órgão consultivo do Conselho que tem como objetivo estabelecer um diálogo entre o Conselho e o setor empresarial e sobre a atuação do Crea-Jr Minas Gerais, que abordou a interface com os estudantes. Foi realizada palestra sobre as experiências e resultados na fiscalização no agronegócio e apresentação dos trabalhos desenvolvidos pelo GT de Estruturas Curriculares e suas Atribuições.

 Ainda no primeiro dia, o presidente do Conselho Federal de Engenharia e Agronomia (Confea), Joel Krüger, compartilhou com os presidentes os avanços junto à Ordem dos Engenheiros de Portugal (OEP). “A OEP utilizará a plataforma brasileira de ART e CAT com vistas à equalização de documentos e de procedimentos. No Fórum de Presidentes, compareceram diversos profissionais brasileiros, acolhidos pelo Termo de Reciprocidade. Esclarecemos dúvidas e recebemos sugestões de melhorias nos procedimentos para os dois órgãos”, destaca Krüger. 

2º dia

Entre as apresentações do segundo dia, o conselheiro federal Alessandro Machado e o funcionário do Confea Sérgio Martins apresentarão relatório e planejamento referentes à integração dos regionais na ART nacional. O conselheiro também falará sobre o Projeto de Lei 3772/2015, que dispõe sobre medidas de abertura da economia no Brasil e de licitações. Dando sequências às atividades do segundo dia, a Comissão de Controle e Sustentabilidade do Sistema discutirá os reajustes de anuidades, taxas, multas e ART para o exercício 2019. Por fim, será o momento dos presidentes dos Creas das regiões Nordeste, Centro-Oeste e do Norte que, entre os assuntos pautados, discutirão a fiscalização do agrotóxico e a reforma e ampliação de sedes e inspetorias.

3º dia

Outro tema que receberá destaque na reunião é a atuação feminina no agronegócio. A fundadora do portal Agromulher, a mineira e engenheira agrônoma Vanessa Sabioni, ministrará palestra sobre a criação da maior rede digital liderada por mulheres. De acordo com Vanessa, a palestra será uma oportunidade para mostrar a atuação da mulher no agronegócio, área em que há um predomínio masculino. “A ideia é promover, por meio da apresentação de cases, o empoderamento feminino na área tecnológica, além de oferecer mais capacitação feminina no âmbito profissional” comenta a engenheira. A última apresentação será do Crea-SC que discutirá a redução do desconto para pagamento da anuidade antecipada, taxa para correção das anuidades em atraso, além do custos das despesas do Colégio de Presidentes.

© 2009-2019. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.